Entenda o que é e quais os riscos de um Ransomware

A modernização tecnológica, trouxe muitos beneficios, mas também trouxe alguns riscos. Nossas contas bancárias e a maioria das operações que fazemos são realizadas pelo computador, e isso exige que nos protejamos cada vez mais. Um dos principais problemas são os vírus que capturam nossos dados pessoais. E no artigo de hoje, falaremos sobre uma das ameaças que surgiram recentemente: o ransomware.

O que é o ransomware?

O ransomware é um malware que tem como principal função impedir o acesso a uma grande quantidade de arquivos de um computador, sistema de dados ou até mesmo uma rede inteira. Os criadores desta ameaça, para fazer com que a rede volte novamente para o dono, exigem um pagamento alto em troca de uma senha que libera o acesso ao dispositivo. Vale também mencionar que além da ameaça dos dados, os hackers podem utilizar outras técnicas para pressionar o pagamento. Por exemplo: se o dono não quiser pagar e tentar resgatar o aparelho de forma bruta, os hackers podem fazer com que todas as informações do usuário se tornem públicas, tornando cada vez mais maléfica sua atuação.

Onde e como são os ataques do ransomware?

O mais interessante de se dizer é que os ataques deste malware utiliza técnicas de engenharia social para ganhar a confiança do usuário, como o envio de mensagens simulando empresas e contatos com os quais a vítima possui. Tudo bem arquitetado. Assim, o ransoware estimula o usuário a instalar um software que simula uma ferramenta confiável.

Sentindo-se confiante, o usuário acaba instalando, mas não sabe que depois disso, o ransomware é instalado e, consequentemente, terá poderes de acesso ao computador. Os principais danos que podem prejudicar uma empresa por causa desta ameaça são:

– Prejuízos financeiros

– Inibição das atividades de negócio

– Perda de clientes e outras parcerias

– Perda de todos os dados

 

Como proteger a sua empresa?

Para se proteger deste vírus, primeiramente, é importante que sua empresa esteja preparada para se proteger, utilizando uma política de segurança da informação sólida e confiável. Para ter ainda mais confiança, deve-se ter um back up profissional em nuvem e uma implementação de ferramentas de monitoramento no setor de TI. É o melhor a se fazer para que a instituição esteja mais atenta destes malwares que estão na rede. Outra forma de proteger destes ataques é treinar todos os profissionais a identificarem sites maliciosos, a não utilizarem pen drives de fontes desconhecidas nos computadores. E, por fim,  é preciso que filtros de e-mail devem ser criados para impedir o download automático de anexos com arquivos compactados, executáveis e scripts. Desta forma, a chance de chegar em sua máquina acaba sendo menor, diminuindo significativamente os danos do ransomware.

Não perca mais nenhum post!

Assine nosso blog e receba novos posts diretamente em seu e-mail.