Conheça o sistema de gestão de remoção veicular

A Fabricainfo criou um moderno sistema para a gestão de veículos removidos. Um processo que inclui softwares, hardwares, equipamentos, veículos de reboque, pessoal, espaço do pátio de veículos, atendimento ao cliente e distribuição estratégica dos veículos para remoção.

Uma grande preocupação de quem tem seu veículo removido é a forma com que o seu meio de transporte será tratado, e os riscos de danos que podem ocorrer durante todo o processo.

Qualquer veículo, desde o momento da remoção até a liberação ou leilão, será de responsabilidade da Fabricainfo, passando por todo um processo cuidadoso de remoção e guarda veicular.

Mas antes de entendermos como funciona o processo é necessário saber os motivos que levam a remoção de seu veículo.

O que é remoção veicular?

A remoção do veículo é uma medida administrativa, descrita no artigo 271 do Código de Trânsito Brasileiro. ​​A grande diferença entre retenção e remoção do veículo é que a primeira medida é apenas uma imobilização do veículo para sanar a irregularidade.

Após a remoção, o veículo só é restituído ao proprietário depois do pagamento de multas, taxas e despesas com remoção e estada. Além, é claro, do “reparo de qualquer componente ou equipamento obrigatório que não esteja em perfeito estado de funcionamento” (parágrafo 2º do artigo 271).

Quando ocorre a remoção?

Existem duas situações genéricas em que a remoção do veículo é prevista:

Em infrações que demonstrem a necessidade de se retirar o veículo daquele local, mas que não se aplicam os critérios adotados para apreensão do veículo, principalmente quanto ao prazo de custódia. Nessa situação, temos todas as infrações de estacionamento irregular, além das infrações de efetuar reparo nas rodovias e vias de trânsito rápido e imobilizar o veículo por falta de combustível.

Como medida preparatória da penalidade de apreensão. Aqui, de maneira simplista, podemos dizer que a remoção do veículo está para apreensão, assim como a autuação está para a multa, ou seja, os atos dos agentes, que antecedem a penalidade é que possibilitam a aplicação da mesma pela autoridade de trânsito.

O processo de remoção

O órgão de trânsito fará a fiscalização e a nossa empresa dará todo o suporte para que o processo seja feito de forma moderna e inovadora.

Uma sala de situação gerencia todos os procedimentos, monitora câmeras de segurança, rotas de veículos, locais de blitz e remoção, saída de veículos, inspeções e veículos prontos para leilão. Além disso, nenhum carro é guiado, nossas empilhadeiras farão a retirada e colocarão na vaga precisa.

Entenda o processo

São posicionados reboques em pontos estratégicos da cidade, conforme agendamento prévio. Quando houver um veículo irregular, o agente de trânsito solicita o reboque mais próximo ao local.

Com o celular e nosso aplicativo, são retiradas fotos de todos os ângulos do veículo, lacrado e é deixado um aviso no local para o condutor. Caso o proprietário não esteja presente no momento da remoção, patins especiais são acoplados para dar continuidade ao processo.

Na chegada do veículo ao depósito, um vistoriador realiza uma auditoria no veículo ainda em cima do reboque, conferindo as informações e as fotos tiradas da remoção. Um profissional remove o veículo de cima do reboque com uma empilhadeira sem que haja necessidade de dirigi-lo.

Veículo é alocado em uma vaga marcada e única dentro do depósito, através de indicação no sistema de gestão do pátio. Os dados de vistoria e a numeração da vaga são computadas em nosso sistema e todo armazenamento é monitorado 24 horas por câmeras e um drone.

O condutor acessa o website e paga as taxas pendentes do veículo. Após isso ele comparece ao depósito com os comprovantes de pagamento, é feita uma vistoria do veículo na presença do condutor, inclusive com fotos do momento da apreensão e o veículo é liberado.

O sistema criado pela Fabricainfo tem como foco principal a remoção e guarda segura de seu veículo, aliado com a tecnologia, o processo é realizado com todo cuidado para que o meio de transporte recolhido esteja de volta às ruas da mesma forma em que foi deixado.

Não perca mais nenhum post!

Assine nosso blog e receba novos posts diretamente em seu e-mail.